logo peixe verde roberto  rossi azul.jpg

ROBERTO ROSSI

ARTWORKER

 

Artista brasileiro, cuja arte conta sua história em cores fortes, que se tensionam por sua proximidade e temperatura.
Seus temas viajam em flores, cores, frutos, e tantos outros signos que moram na alma de seu povo e daqueles que admiram seu país e suas cores.
Roberto Rossi  -  Beto Rossi, como também é conhecido  -  fez destes últimos 35 anos de pintura uma caminhada no que é mais doce na sua arte... Pinturas, gravuras, a arte digital, a escultura, a criação dos seus projetos, a direção de projetos especiais para clientes, e a criação, coordenação e desenvolvimento de projetos em grandes paineis em cerâmica.
Desenvolveu suas técnicas e trabalhos como autodidata, realizou exposições no Brasil e exterior, e hoje conta com grande respeito e carinho à sua obra em todos os lugares do mundo.

 

 

artista1.jpg
 
ROBERTO ROSSI

ARTWORKER

 

Roberto Rossi (Roberto Bertoloni Rossi) nasceu na cidade de São Paulo.
 

Artista autodidata, conta com exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, onde muitas de suas obras compõem acervos particulares.
 

A força de sua obra está na criatividade, técnica, leveza e escolha de seus elementos, sempre brasileiros, que valorizam a luz e a cor dos trópicos.


Em 1976, o artista inicia alguns projetos pessoais, enquanto estudava educação artística na FIAM, e passa a olhar com maior atenção este importante momento, desenvolvendo estudos, pinturas, colagens e desenhos em técnicas diversas.

 

Pouco a pouco a pintura de Roberto Rossi tomou seu espaço.

Em 1988 deixa a agência de propaganda MPM, onde trabalhava desde 1976, e cria seu próprio escritório de comunicação e design.
 

Ao mesmo tempo que desenvolvia os trabalhos em seu studio, dedica-se à pintura, caracterizada por uma visão muito pessoal dos elementos que compunham suas obras, que já levavam a força, a cor e as energias facilmente identificáveis em suas pinturas.

 

A partir de sua primeira exposição, uma individual marcada por exigência de amigos, rapidamente vem a segunda, e imediatamente é convidado a apresentar sua obra em uma individual nos Estados Unidos, em Washington, DC, no ano de 2000.

De 2001 em diante o artista conta com agente para atender essa área.

 

A característica de seu trabalho é a utilização da tinta acrílica e da técnica mista em suas pinturas, sempre com a predominância dos grandes formatos, seus preferidos.

 

 

 

 

 

 

 

Porém nas suas telas de formatos médios coloca a mesma intensidade e a força e determinação das grandes obras.

 

As gravuras do artista criaram uma nova visão para aqueles que admiram obras em papel. Elas acompanham a linguagem utilizada nas suas pinturas e temas,bem brasileiros.

 

Um trabalho rico, detalhado, que faz de cada gravura uma peça realmente diferenciada pela exigência do artista de tirar de uma técnica como a da Collagraph resultados tão interessantes, que agregam valores e sua técnica ao resultado dos seus trabalhos, que tanto encantam os admiradores das suas obras.

Brasileiros e norte-americanos compõem seu público mais entusiasmado por conhecerem melhor sua obra, que já se encontra em outros países no mundo.

 

Também compõem este capítulo alguns trabalhos em grandes formatos em gravura digital, sobre papel, tela ou acrílico.

 

Outras peças criadas pelo artista passam não só pela gravura como as obras da série “art in box” utilizadas na premiação de alguns eventos, desenvolvimento de troféus que premiaram eventos AFEAL, e pinturas em acrílica diretamente sobre biscuit de cerâmica em formatos de 50 cm de diâmetro.

 

Roberto Rossi participa de eventos focados em responsabilidade social, no Brasil e no exterior.


Alguns deles são: exposição “Artistas pela Ética e Cidadania”, organizada pela ONG Ação Ética e Cidadania em benefício do projeto “Escola Já”.

O Projeto “My Sister’s Place”, em Washington, DC (USA), que angaria fundos para atender mulheres e crianças vítimas de violência (2001).

 

 

 

 

 

Trouxe, ainda, para dentro de sua exposição no Clube Paineiras do

Morumbi uma apresentação dos trabalhos dos destacados artistas estudantes da APAE de São Paulo, alunos da professora Jô Mognon.

 

Participou, ainda, do evento “Criando uma Páscoa mais feliz”, apoiado pelo shopping Frei Caneca, cuja verba é voltada ao apoio da AHPAS, associação que trata do transporte de crianças carentes em tratamento contra o câncer.

 

Participou também no Instituto Dorina Nowill com doação de obra, entre outros.


Na Exposição Gravatas, que teve como patrono o Hotel Trypp Higienópolis, e renda total revertida para instituição de apoio ao tratamento do câncer infantil.

 

No evento CowParade São Paulo, que destinou a verba do leilão para a ABRINQ.

Ali o artista vê sua obra ser premiada como uma das três mais simpáticas obras, escolhida pelo voto popular, e obteve um dos maiores lances entre as quase 100 obras leiloadas para filantropia.

 

Em 2017 é pré-selecionado para o evento Elephant Parade, e o valor do leilão doado a uma instituição de benemerência brasileira e outra é utilizada para ajudar a salvar elefantes na África (site do evento: www.elephantparade.com.br).
 

O artista participa de tantos outros acontecimentos voltados verdadeiramente ao atendimento de pessoas carentes e à benemerência.